segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Além do horizonte




Vídeo por Julio Rodrigues

Além do horizonte existe um lugar, mas é bom estar neste. Aqui onde a imprescindível ignorância nos faz aprender o valor das coisas e a gravidade dá ao corpo sua necessária solidez. O corpo, sua massa como uma intumescência na superfície do real. E se, mais tarde, nos vemos sós, e se, mais tarde, sentimos a dor de perder, há ainda esta carne amorfa com suas membranas e mucosas por onde passa uma corrente furtiva de vento que acaricia suas linhas frágeis e fugidias. Com esta carne se sua, se urina, se defeca. Ela trabalha. Vaza de seus poros uma umidade que é prova do calor de sua máquina. E se ela se dispersa, e se ela se reparte em inúmeras camadas, e se, mais tarde, sentimos falta do que se foi por aí, então conhecemos a incerteza, dádiva daquilo que, inevitavelmente, se espalhou pela nervura espinhosa do mundo.


Texto por Guilherme Preger e Julio Rodrigues

6 comentários:

  1. Guilherme, obrigado pelo texto que inverte, corrige, questiona, ratifica, sempre na linha tensa em que pretendi pisar.

    ResponderExcluir
  2. Mais um excelente video do Julio. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o seu video Julio. Parabéns ao Guilherme também.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o video...possibilidade para mil história.

    ResponderExcluir