sexta-feira, 21 de maio de 2010

Ela


Imagem por Fernanda Franco


Sem serpente e sem maçã, ela estendeu sua toalha.
O paraíso ao redor era só o que ela tinha.
Pela primeira vez, a felicidade
Porque pela primeira vez só podia contar com si mesma.
E estava fazendo um bom trabalho.
Pela primeira vez não se sentia só, apesar de completamente só estar.
Havia deixado seu homem na cidade. Um homem preocupado.
Pelo menos, deveria estar.

Texto por Julio Correa

3 comentários:

  1. guilherme preger25 de maio de 2010 16:17

    ótimo txt para uma ótima imagem. adorei o 1o verso. e a imagem, pontilhismo pop?

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Que síntese!

    Bravos,mais uma vez.

    Neusa

    ResponderExcluir