sexta-feira, 13 de maio de 2011

Salamandras



Imagem: Fabiano Gummo


E foda-se.
Eu não pedi pra nascer...
Minha mãe, meu pai, deus, wathever, eu é que não tenho nada com isso.

Porque é tudo fumaça e osso, tudo sangue e sonho.
Fogo - e no máximo salamandras.

Não pedi pra nascer, não escolhi ter que morrer,
nem pedi essa entranha...

E só.
Porque escrever é a arte de sentar a bunda na cadeira.


Texto: Maíra Fernandes de Melo

****
O site passa por uma reestruturação. Quem quiser passar a ser um dos nossos colaboradores deve enviar portfólio e minibio para canetalentepincel@gmail.com até sexta-feira, dia 03/06. Voltaremos com atualizações constantes em algumas semanas. Antes disso, não perca nossa exposição, na Casa Benet Domingo, Urca, Rio de Janeiro.

3 comentários:

  1. guilherme preger16 de maio de 2011 22:50

    ótimo Maira, cada vez melhor. já podemos nos aventurar a chamá-la de poeta? e o Gummo sempre desconcertante... fractais. bonito trabalho para o fim do CL&P fase I. q venham novas fases...

    ResponderExcluir
  2. claro que pode! é que quando a inspiração é boa, tudo fica mais fácil. gummo nas alturas!

    ResponderExcluir