terça-feira, 23 de agosto de 2011

Solilóquio

Eles me olham atentos e eu repito aquelas palavras mais uma vez. Eu já cansei dessas palavras que não são minhas, cansei de ser o canal de alegria e reflexão pra esta classe média de merda que vem me aplaudir. Os olhos me acompanham em todos os movimentos, se eu decidir levantar esse braço esquerdo aqui os babacas vão olhar e entupir esse movimento idiota de significado. Pra mim ele não significa nada, nada além de um ato infantil de desobediência ao diretor. O diretor fala de Shakespeare, quem é Shakespeare, quem é você, diretor, que não é Shakespeare e nem mesmo o conheceu? Quem desses personagens fala frases que você falaria? Você mataria a sua mãe, diretor? Você já conversou com seu pai morto? Eu já, e nem por isso me sinto no direito de falar de Hamlet, quanto mais de ser Hamlet, até porque, e isso eu queria que o diretor ouvisse e o público ouvisse também: Hamlet não existe. Nada disso existe, somos apenas um bando de marionetes nas mãos de um homem que também não existe mais, que escreveu essas frases há séculos. Mas a morte transforma homens em deuses e até hoje a gente vem até este teatro, coloca maquiagem na cara para que vocês não vejam nossas rugas e olheiras, coloca um figurino para que vocês esqueçam que eu sou aquele mesmo cara que beija mulheres lindas na novela que você vê com sua esposa. Tudo isso pra falar as palavras de um homem que não existe, inventadas por um homem que também já não existe.
E as minhas palavras, quem quer ouvir?
Hein?
A verdade é que eu não tenho palavras.
E nem vocês.
De tantos personagens, esqueci quem é o ator.
Vocês também.



Texto: Saulo Aride
Imagem: Rudy Trindade

7 comentários:

  1. parceiro
    obrigado pelo texto. não se atingi a ideia, tentei!
    abraços

    ResponderExcluir
  2. A imagem ficou perfeita! Só depois de ter escrito que pensei na rabuda que seria produzir uma imagem e você conseguiu. Fiquei muito feliz com o resultado.

    ResponderExcluir
  3. Saulo, mandaste muito muito muito bem, completando a bela imagem!

    ResponderExcluir
  4. Texto interessante. Rudy mandou bem demais.

    ResponderExcluir
  5. Saulo Hamlet, é tudo q eu digo!

    ResponderExcluir