sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Rua dos Andrajos



Eu na rua andando, oi falei, moça você sabe dizerme onde é a Rua dos Andrajos? não ela não sabia dizer se era em cima ou em baixo, ela disse. Eu fui andando e esbarrei na cara dela. Ela gritou porra, olha a minha cara. Eu gritei porra, eu tava andando sai da frente, vaca. a vaca deu um tapa em mim e eu soquei o peito dela. Ai, filhodaputa vai se fuder, vai você sua filha da puta, vai dá o cu. Eu chutei a canela dela toma, se fode, e soquei a cara dela, empurrei ela no chão. Eu vou te matar e ela partiu pra cima, então eu dei mais um socasso nela e toma um chute no saco e ela chutou meu saco, caralho, eu vou te matar sua puta. Comecei a apertar os mamilos dela, ela AAAAAHHHH gritou e as pessoas da rua chegaram em volta olha que horror, meu deus, ela começou a apertar o meu saco, quero ver se você vai aguentá, escroto. Ficamos disputando quem apertava com mais força AAAAHHHHHHHHH a gente ficou gritando e as pessoas olhando, meus deus olha eles, meu saco começou a desmilinguir e os mamilos dela a despedaçar, eu não vou parar de apertar, nem eu AAAAAHHHHH filhadaputa, filhodaputa. Então eu mordi o pescoço dela, toma, arranquei um pedaço grandão, CARALHOOOOO, e começou a sair muito sangue, meu deus alguém chama uma ambulância, quem mandou vadia se meter comigo, eu só queria ir na Rua dos Andrajos, AAAAAHHHHHHH EU VOU MORRER. Ela ficou caída no chão sangrando, me ajuda, me ajuda porfavor, não eu não vou, vou na Rua dos Andrajos, se tivesse me dito como ir não teria morrido.

Imagem: Rudy Trindade
Texto: Rafael Sperling

Um comentário: