terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Os Quarksson


Tudo ia bem na casa dos Quarksson, até que a sirene soou.

A mãe se levantou rápida, no intuito de proteger seus dois filhos das coisas ruins que iriam acontecer, como aconteceu também daquela outra vez; e ela se lembrava, se lembrava bem. Mas pouco conseguiu fazer além de ficar andando como uma tonta pela casa com as mãos nos ouvidos.

A filha mais velha ligou para o terceiro ex-namorado: disse que o amava muito ainda, e que queria continuar com ele para sempre, onde quer que se reencontrassem (e caso se reencontrassem). Mas teve tempo pra dizer, e era isso que importava.

O filho mais novo foi ao banheiro e começou a gritar. Gritou alto, agudo. Olhou para o espelho e começou a chorar, e chorava mais à medida que seu reflexo também chorava. Começou a tomar todos os remédios que foi encontrando dentro do armário.

O pai se conformou no sofá da sala, e se manteve lendo as notícias da terça-feira que dentro em pouco talvez acabasse, ou virasse outra coisa. Nada o movia. Soava a sirene, o café respingava no pijama, soava a sirene, as torradas com manteiga estalavam lentas quando mastigadas. Soava a sirene e era como se tudo não passasse de mais uma chuva ou de uma revoada de bichos-da-luz em setembro.


Texto: Igor Dias
Imagem: Diego Kern Lopes


* Este é um post extra. Devido a uma falha, essa imagem do Diego Kern Lopes foi recebida por dois escritores simultaneamente, que a intepretaram de formas diferentes. A primeira postagem, com texto do Rafael Sperling, pode ser vista aqui. Achamos bacana a coincidência e decidimos postar ambos os textos. Acreditamos que a beleza e a graça às vezes se escondem na falha, no erro, na coincidência e no insólito. E nós, do Caneta, Lente & Pincel, não perderíamos essa oportunidade de mostrar como a arte pode ser ainda mais múltipla e mais plural do que geralmente somos levados a crer.

5 comentários:

  1. Nossa q texto fantástico! Totalmente à altura dessas imagens completamente doidas do KL. texto e imagem perfeitamente casados. e vivam os quarksson q existem em cada um de nós!

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Texto e imagem! Parabéns aos dois! E que bom que existem a coincidência e o erro.

    ResponderExcluir
  3. Maria Emilia Algebaile28 de fevereiro de 2012 10:03

    Demais! Parabéns à dupla!

    ResponderExcluir