terça-feira, 13 de março de 2012

Como seria um bom filme

Um filme que começa com um close na cara de uma criança gritando, loucamente, aí o close vai pra o fio de baba que está escorrendo. Depois entra uma cena numa farmácia. O farmacêutico fala algo sobre o lanche que ele fez pra vó dele. Depois corta pra uma cena muito curta de menos de um segundo, na qual um cu é golpeado com um bastão, logo depois um homem fala algo sobre o lóbulo da orelha de uma moça que ele viu rapidamente vinte anos antes, mas ele não se lembra bem pra falar a verdade. Enquanto ele fala sobre isso ele tropeça e cai num poço. Ao lado do poço uma menina brinca de arrancar as patas de uma formiga. Com os dentes. Depois ela caminha até sua irmã e cospe as patas dentro do olho dela, mas como ela está gripada vem com muito catarro amarelado; os olhos da irmã ficam totalmente cobertos pelo muco. Por não conseguir ver nada, a pequena irmã caminha correndo o mais rápido que consegue, em qualquer direção, se chocando com os obstáculos do caminho, até que ela bate a cabeça numa ponta de faca e morre.

Texto: Rafael Sperling.
Imagem, inspirada no texto: Pilar Domingo.

Um comentário: