sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Posto 9


 O homem, com seus cinquenta e poucos anos, era bonito e bastante conservado para sua idade. Havia sido um fotógrafo publicitário de razoável projeção há algumas décadas. Nos últimos anos, vivia de casamentos, aniversários e batizados, aproveitando contatos de outros tempos.
- Foi no início da década de 80, há uns 30 anos. Sua mãe não estava nem grávida de você ainda. Aliás, lembra que te falei, eu tenho até uma foto do Posto 9 com ela e uma amiga passando em frente, quer ver?
- Claro, com certeza, quero sim! – diz a mulher.
- Olha ela aqui, de bermuda branca e chapéu. Pena que está tão longe, e transformar um negativo velho em arquivo digital...
- Nossa! De qualquer maneira, é tão bonito ver ela assim, andando na praia, naquela época...
- Ela era uma das mulheres mais bonitas que frequentava o 9. Já te disse que os biquínis eram bem mais ousados que hoje em dia, e que topless era uma coisa bastante comum?
- Ah, isso ela chegou a me contar sim. Que coisa, né? Posso te perguntar um negócio, amor? Jura que não vai ficar chateado comigo?
- Claro que não, fala.
- Chegou a rolar alguma coisa entre vocês ou foi só amizade? Tipo assim, mamãe era bastante liberal...
- O homem sorri. Estava esperando essa pergunta há algum tempo.
- Olha, sinceramente, não. Nós fomos muito amigos mesmo. Teve uma época que quase rolou um clima, mas logo depois ela conheceu seu pai e nos afastamos. Depois veio você, os muitos anos de Europa, e aquele acidente depois do retorno. Mas vamos mudar de assunto. O que interessa é que estamos juntos.
A moça sorri, satisfeita. Não seria nenhuma tragédia para ela se eles tivessem se envolvido, mas seria no mínimo estranho. Lembra-se do dia em que conheceu o namorado, em uma exposição.
- Você não é a filha da Sabrina Albuquerque?
- Sim...
- Meu Deus, você é tão linda quanto sua mãe!
Sabrina frequentou as colunas sociais por muito tempo na virada da década de 70 para 80. De família tradicional, virou feminista e libertária, transformando-se em personagem do folclore da zona sul carioca. Na vanguarda dos costumes, o Posto 9 sempre foi um parque de diversões para pessoas como ela.
Namorar a filha de Sabrina Pontes de Albuquerque abriu muitas portas para o fotógrafo. Ele até havia voltado a fazer alguns trabalhos publicitários. Mas o principal é que eles estavam realmente apaixonados. Como tinha começado tudo isso mesmo? Ah, sim, ele havia lido uma pequena nota em uma coluna social sobre a exposição, e acabou surgindo o nome da socialite. Deu uma pesquisada no Google, e viu a foto de sua filha. Foi amor à primeira vista, como nunca tinha sentido.
Não gostava de sustentar essa história, estava morrendo de medo. Por que teve que mentir? Isso foi há um mês, mas ela sempre perguntava pela mãe, pela Ipanema daquela época. Superou-se ao retocar uma foto atual da praia. Ainda bem que ela não tinha conhecimento das mudanças urbanísticas.

Imagem: Marcos Sêmola
Texto: André Calazans

3 comentários:

  1. Caramba, adorei! Bela foto e texdto muitíssimo bem escrito! :)

    ResponderExcluir
  2. Várias visões mediadas por lentes, lembranças, jornais, sentimentos...sem perder o foco! Bacana!

    ResponderExcluir