sexta-feira, 12 de abril de 2013

UM ÚNICO AMOR




Estou no seu enterro. Todos estão consternados. Uma morte precoce e sem aviso. A morte nunca é bem vista, mas, nestas circunstâncias, causa ainda mais espanto. Sinto-me atordoada. Todos vêm me cumprimentar: “Você foi o único amor da vida dele.” Ora choro, ora fico com o pensamento vago. Não entendo o que aconteceu. É difícil acreditar que você, simplesmente, partiu. Foi! Não se despediu; não deixou uma carta, sequer um bilhete. Nada, absolutamente nada! Há um vácuo, um vazio, um abismo.

Nunca consegui entender porque você não se relacionou com outras pessoas depois do nosso término. Você devia ter amado, gozado, se apaixonado muito mais. Agora, com essa pretensa homenagem que as pessoas me prestam no seu enterro, fico a pensar se você não premeditou tudo isso. Queria ter sido um pessoa importante na sua vida sim, tal como você é na minha, mas não o seu único amor. Sinto um peso. Uma cobrança. Tivesse você pintado o sete depois de mim, talvez, eu me sentisse atraída por você novamente. Não! Você não fez nada disso e ainda morre assim. Ah, faça-me o favor!

Texto: Ericka Gavinho
Imagem: Carlos Monteiro
Rodada 40

6 comentários:

  1. Pois é MARIA EMILIA,

    é por esta razão que pinto e biordo, faço e desfaço, aprendí a dar nó em pingo d'água, e o escambau.

    Quando eu morrer, não quro deivar saudade e sim, uma falta desgraçada daqueles momentos marilhosos que proporcionei a gregas e trianas, indistintamente.

    Nunca fiz bom papel de mocinho e confesso que semore o=torcia pelos bandidos , ,nos filmes de bang-bang.

    Quer que eu minta?

    E neste texto maravilhoso, me ví de corpo presente e modos ou comportamentos sutis bem ausentes.

    Sempre sou aquilo que as mulheres me pe muitas das vezes , nem precisa pedir , que eu me apresento e colococo minhas cartas na mesa, um baralho bem diversificado .kkk

    Tudo o que eu NÃO quero é que um mulher , no dia que eu passar dessa para outra,diga exatamente que, se eu :

    " Tivesse você pintado o sete depois de mim, talvez, eu me sentisse atraída por você novamente. Não! Você não fez nada disso e ainda morre assim. Ah, faça-me o favor!"

    Adoro saber que nenhuma delas ousará cobra-me, mais nada.

    Ufa ! kkkk

    Érika , tenho três blogues de humor e um de relacionamentos e ficaria muito honrado se me visitasse.

    Combinado, conterrânea?

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  2. Paulo Tamburro,
    Adorei os seus divertidos comentários.
    Vou visitar os seus blogs.
    Um abraço, querido!

    ResponderExcluir