sábado, 9 de novembro de 2013

CONTAGEM REGRESSIVA

CONTAGEM REGRESSIVA



No meio de tanta gente, aqui na periferia, que sempre foi o meu lugar, como podia imaginar que ela me descobriria e viesse registrar minha imagem com aquela câmera ultra super moderna? Pois ela veio e eu não tive como evitar. Lutei tanto contra suas lembranças e agora... Limito-me a levantar dois dedos com o sinal de vitória, pois não tenho forças para sorrir. Estou doido demais, faminto demais, enfraquecido pelas porradas da vida, aguardando que raízes comecem a brotar de meu corpo, para que eu possa manter um elo de ligação entre a minha própria existência e o mundo, vasto mundo, que não apresenta nem rima nem solução.
Andei meio torto e a esmo por um tempo incalculável, tenho uma vaga noção de que minha vida se desprendeu de mim e perambulou por aí até gastar um par de tênis, uma calça jeans e até que eu ficasse reduzido a um saco plástico com uns trecos velhos que eu chamo de meus pertences... isso  poderia ser mensurado em dias? Meses? Anos? Não me lembro, não quero saber. Não importa mais. Ela está logo ali.
Importa é que ela voltou. Ela voltou e vai resgatar meu coração dessa praça indigente onde eu teimo em permanecer desde que ela me disse que não via futuro para nós. Um ser sem futuro é zero. À esquerda. Me diga aqui, de que vale um presente que não serve para apagar o passado e desenhar um futuro? Pois é assim que eu sou. Um zero. Nem mais nem menos.
Mas agora, tudo vai mudar. Sinto que ela está voltando pra mim para construirmos o futuro. Vim, vi e venci. V de vitória é o que consigo esboçar. E ela fica lá longe, me olhando através daquelas lentes enormes, com pernas e braços quentes, olhos e boca úmidos e, tenho certeza, com uma vontade danada de me beijar! 1, 2, 3 e por aí iremos...
Tímida, depois de tantos carinhos, ainda mantém a timidez. Tem medo de se aproximar. Eu espero, tenho todo o tempo do mundo.,... mas, o que ela está fazendo? Guardando a máquina? Ela não é mais ela? E eu? O que sou eu?... 3, 2, 1...ela está se virando ....ZERO, ela está indo embora? -1, -2, -3, -4.......

Post extra
Texto: Maria Emilia Algebaile
Imagem: Magali Rios

Um comentário: