terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

A QUEDA





Teu corpo caído
repousa em silêncio.
Sequer fez ruído,
nem sabe o que penso.

Eu fui seu vizinho
da porta ao lado.
Te amei tão sozinho,
desejo velado.

Agora só resta
arrependimento.
A vida é só esta,
meu tempo foi lento.

Vermelho contraste
no frio da escada.
Até que se arraste
a bela finada.


Imagem: Mariana Valle (artista convidada)
Texto: André Calazans
Post Extra

Um comentário: