quinta-feira, 17 de abril de 2014

EI!



Largada no meio-fio,  
a flor vermelha fenece.

Sentindo calor e frio,
ninguém ouve sua prece.

E passa gente com pressa,
nada enxerga, nada faz.

Beleza que um dia cessa,
tempo que não volta mais.



Imagem: Mariana Valle (artista convidada)
Texto: André Calazans
Post Extra

Um comentário: