terça-feira, 22 de abril de 2014



Quem vê minha cara de mar de Angra


Não entende que alma é onde mais me sangra.



Texto de Poliana Paiva para imagem de Carlos Monteiro.
Rodada 49

Nenhum comentário:

Postar um comentário