domingo, 29 de junho de 2014

AS CORES QUE NUNCA VI



As cores que nunca vi
As cores que não conheço
São cores que não tem registro
Nas minhas retinas fatigadas
Por isso, não existem
Na minha caixinha de lápis de cor.
Mas elas estarão pelo mundo
Porque sinto que as prateleiras,
Os sites e as listas
Apresentam também aquilo que falta,
Falam do desejo que não se concretiza
Gritam a ausência do possível.

O não azul
O não vermelho
O não amarelo
Passam por detrás de minha sombra,
Pousam no lado oposto da minha palheta
E ficam gritando dentro de mim
Presos, incomunicáveis,
Incapazes de formarem
Não verdes
Não corais
Não roxos.
É um sentimento de inutilidade
Que explode como um prisma
Para quem não pode enxergar.

Texto: Maria Emilia Algebaile
Imagem: Mariana Valle
Post extra

Um comentário: