quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Nossa Linha do Tempo


Quando te vi pela primeira vez
Não sabia o que dizer
Ainda não possuía a linguagem
Até hoje não possuo
Aprendemos a nos conhecer pelas marcas deixadas na parede
Herança que não perdemos
Porque apreciamos  perceber nossos sinais
E acendemos nossas fogueiras para que haja chuva

Adoramos o sol, pois desejamos luz
E aprendemos a respeitar o vento
Porque já sobrevivemos a tempestades
Fomos atentos aos nossos silêncios
E queremos continuar nossos rituais
Sem saber o porquê de tudo
Mas sabendo que em nossa ínfima existência,
Juntos, ultrapassamos muros

Imagem Fernanda Franco
Texto Glaucia Fortes
Rodada 52

Nenhum comentário:

Postar um comentário