quinta-feira, 9 de junho de 2016

Alargamento

Rasgo o tempo
ao amanhecer
sou bem-te-vi

Me engrandeço no passar dos segundos
e dilato sofreguidão na contramão
quando subo furacão

Ao planar sou brisa
expandida de ausência
nuvem em formação

Pra descer tempestade
extrapolo a atmosfera
e caio feito pena

Me perco no contar das horas
pela tentativa corajosa de ser prosa
onde tudo é sempre poesia.


Rodada 66 invertida
Texto: Carolina de Araujo
Imagem: Gloria Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário