quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Histórias a contar







Hoje vi o sol
Eu e estas pessoas,
Não era uma tela
Da Glória da Glória. 
Um, dois e a grafia,
Não são números e sim estórias,
O que estas pessoas andam afiadas?
A entrar no mar
E todas com certeza terão estórias a contar
Cada uma, de um a cem celebração personalista, um poema a rimar.
Mar adentro; não e todo dia que estas pessoas estão solitárias.


Post extra
imagem: Glória Mota
texto: Fernando Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário