quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

PROMETEU



a mulher tocando lira espera
o email que não chega
enquanto escuta
notas que sussurram pelas relhas

a mulher tocando lira estica
a corda com que escreve a História das paixões
enquanto
aceita em labareda o assovio desenhado
na ladeira com a curva do horizonte 
(porque sabe que da porta para trás não há mais nada)

a mulher em chamas interrompe o passo
exasperado: parece-lhe lúcida a lira?

eis então a mulher que se odeia
porque sabe
que a noite pode ser um sol horrendo



Rodada 86
Texto: Maíra Fernandes de Melo
Imagem: Rachel Amaro Mendonça

Nenhum comentário:

Postar um comentário