quinta-feira, 21 de junho de 2018

ESPELHO D'ÁGUA



A atriz se olha no espelho e descobre que nem tudo está perdido.

O cenário está no lugar, as malas na plataforma, o trem não apitou na estação e não foi dado ainda o terceiro sinal para entrar em cena.

A atriz admira o próprio corpo, ainda tão desejado. Ensaia a voz e o canto que encantam deuses. E sorri para o espelho. Encanta-se com a própria imagem que a tantos encanta.

Então se atira no espelho.

Mas é um espelho d' água. Um espelho de águas profundas. Ela sempre ouviu sobre a necessidade imperiosa de ir ao fundo da arte.

No mergulho da atriz, o drama final.


Imagem: Rachel Amaro Mendonça
Texto: Luís Pimentel
Rodada 83

Nenhum comentário:

Postar um comentário